Governador visita Ser Especial em São Paulo e trabalha para trazer iniciativa para o Piauí

Governador visita Instituto Ser Especial em São Paulo (Ascom Surpi)

A instituição trabalha a inclusão profissional de pessoas com deficiência e aprendizagem profissional para PCDs.

O governador Wellington Dias e o secretário de Estado para Inclusão da Pessoa com Deficiência, Mauro Eduardo, visitaram, nessa quinta-feira (04), a Associação Ser Especial, em São Paulo, para conhecerem de perto as ações realizadas na qualificação de pessoas com deficiência para o mercado de trabalho. O Governo do Estado estuda um projeto para que o Piauí também conte com a associação para ampliar o acesso das pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

A Ser Especial destaca-se pelos programas de inclusão profissional de pessoas com deficiência e programas de aprendizagem profissional para pessoas com deficiência no mercado de trabalho e atua como agente de integração de estágios visando à formação interna de profissionais de inclusão.

Wellington parabenizou o trabalho de mais de 50 anos da associação e disse que pode compreender a importância de atividades que são essenciais nessa política e que deve encontrar uma forma de parceria com a Ser Especial. “Queremos essa parceria na área de formação, qualificação e preparação de pessoas com deficiência, inclusive em situação de deficiências graves, voltadas para as vagas de trabalho previstas na lei. A legislação nacional e do próprio Estado assegura cotas de vagas de emprego para pessoas com deficiência, no entanto, tem a necessidade de ter a qualificação e formação adequada. Aqui, com o Joaquim Bezerra, da Fundação Getúlio Vargas, que vivencia com a sua esposa, pude conhecer de perto a entidade. Ele que foi convidado e que faz parte do conselho,  acertamos as condições  de poder apresentar uma alternativa e, se Deus quiser, a entidade que já tem um pé no Piauí, em Piripiri, possa fazer este importante trabalho no estado”, comentou o governador.

Mauro Eduardo destacou que haverá uma visita técnica dos executivos da Ser Especial ao estado do Piauí. “Para que juntos possamos elaborar um projeto técnico e implantar o mesmo no estado de forma que possamos incluir o maior número de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Dentre elas, pessoas com deficiência intelectual, que hoje ainda é uma dificuldade de incluir essas pessoas. Queremos fazer parcerias com as empresas e mostrar que as pessoas com deficiências são capazes e que precisam apenas de uma oportunidade para apresentar o seu potencial dentro do corpo funcional das empresas”, explicou o secretário.

Com sólida base socioeducativa, a Ser Especial tem por objetivo a capacitação de pessoas com deficiência, por meio da valorização das habilidades e competências, o desenvolvimento da autonomia, sempre respeitando seus limites e conduzindo-as ao exercício pleno da cidadania.

“Nós não queremos que as empresas contratem essas pessoas, apenas pela força da Lei de Cotas. O que nós queremos é que essas pessoas sejam incluídas no mercado de trabalho e que as empresas também deem a elas a oportunidade de ascensão, ou seja, para que elas possam crescer dentro da empresa. A Ser Especial faz esse trabalho de qualificação, com a presença de equipe multidisciplinar com assistente social, psicólogos, terapeutas e, inclusive, médico do trabalho, pois há a necessidade do laudo para a inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho”, enfatizou Mauro Eduardo. 

Fonte:http://www.pi.gov.br/materia/ccom/governador-visita-instituto-ser-especial-em-sao-paulo-e-trabalha-para-trazer-iniciativa-para-o-piaui-7682.html