Pandemia impactou estratégias de inclusão, diz pesquisa

[Para cego ver] Imagem traz foto de blocos metálicos prateados com letras formando a palavra "coronavírus" acima de máscara descartável branca. Objetos estão sobrepostos à madeira escura.

The word "coronavirus" made of scrabble blocks and a face mask on a wooden surface

Pesquisa divulgada pela Blend Edu, start up especializada em diversidade, revelou aspectos dos programas de inclusão em 45 companhias brasileiras em plena pandemia. As organizações participantes do levantamento, em maioria, localizavam-se na região Sudeste do País, 53% era privada e de capital fechado, empregando mais de 5 mil colaboradores.

O estudo revelou que quanto maior a organização, maior as chances de ter departamento ou programas focados em diversidade. Entre as avaliadas, 73% possuía diversidade como um dos valores organizacionais e/ou área de prioridade na agenda estratégica.

Quase 100% foi impactado pela pandemia e 51% continuou os treinamentos em seus programas de diversidade com ajustes para uma presença mais digital. Cerca de 93% das empresas entrevistadas concordaram que a pandemia impulsionou os esforços de transformação digital, ampliando a abertura a ações digitais.

Para acesso completo à pesquisa clique https://www.blend-edu.com/wp-content/uploads/2020/08/Blend_Edu_Benchmarking_Diversidade.pdf?utm_campaign=resposta_automatica_da_landing_page_lp_conteudo_rico_relatorio_benchmarking_diversidade_2020&utm_medium=email&utm_source=RD+Station

Compartilhe...